Em Casa A Gente Conversa #16 – Parto Humanizado: Afinal, O Que É?

Más Feministas Podcast #23 – SOS Jovem adulto: lar, doce lar
Más Feministas Podcast #23 – SOS Jovem adulto: lar, doce lar
29 de julho de 2019
Quarta Parede #77 – Belas Maldições
1 de agosto de 2019

Em Casa A Gente Conversa #16 – Parto Humanizado: Afinal, O Que É?

Fundo amarelo florido. Na parte superior central o logo do podcast seguido pelo texto: “#16 Parto humanizado: afinal, o que é?” e a foto de um homem abraçando uma mulher que acabou de receber seu bebê no colo.

Fundo amarelo florido. Na parte superior central o logo do podcast seguido pelo texto: “#16 Parto humanizado: afinal, o que é?” e a foto de um homem abraçando uma mulher que acabou de receber seu bebê no colo.

Qual a diferença entre parto normal, parto natural e parto humanizado?
O parto humanizado não é apenas em casa, na banheira, com velas e incensos, como muita gente ainda pensa por aí. Ele pode ser no hospital e inclusive com analgesia, sabia?
E escolher um parto humanizado, não quer dizer que você seja corajosa, irresponsável ou bicho grilo.
Quem escolhe um parto natural, no cenário de hoje, leu muito, estudou e optou por esta escolha justamente por saber que é o melhor para a saúde dela e do bebê.
Ainda mais em um país que é o segundo do mundo que mais realiza cesáreas. Você sabia que a Organização Mundial da Saúde diz que apenas de 10 a 15% dos casos têm indicações reais de cesárea, ou seja, precisam realmente da cirurgia por motivos médicos? E no Brasil, pasme: 55,5% dos nascimentos, são feitos por meio desta cirurgia. Então, alguma coisa tem de muito errado aqui, né?
Por isso, eu digo: parto humanizado não é moda. Parto humanizado não é irresponsabilidade.
Parto humanizado é uma escolha. Feita, inclusive, de forma BEM consciente.
Conversei com a doula Gisele Leal, a parteira Fernanda Abbud e a médica obstetra Priscila Huguet.
Se este assunto te interessa, dá o play que está imperdível!