Tetas na Mesa #55 – Mulher brava

Cala a boca, Bárbara #06 – Ciências Sociais são ciência?
19 de janeiro de 2021
Quarta Parede #148 – Lisbela e o Prisioneiro
21 de janeiro de 2021

Tetas na Mesa #55 – Mulher brava

Imagem com fundo claro, ao centro está escrito “#55 – Mulher brava”, embaixo tem a logo do podcast Tetas na Mesa e em cima à direita tem a logo da rede O Podcast é Delas.

A mulher brava não é aceita na sociedade patriarcal porque desagrada, não condiz com o esperado. Ela é vista como rude, reativa, histérica. Porém, se essa mulher brava fosse homem, ela só seria firme, confiante, assertivo, com personalidade forte. Um homão, né?

No 55º episódio do Tetas na Mesa, Érica, Thaís e Mari começam os trabalhos de 2021 falando sobre como as mulheres logo são vistas como agressivas quando são firmes e viram que esse olhar negativo para essa agressividade é só uma maneira do machismo para deslegitimar a nossa voz.

Episódio começa aos (10:33) min. Queimando o Sutiã, a partir do (01:00:49) min.

Siga a gente nas redes sociais! Somos o @tetasnamesa no Instagram e Twitter.
E se você preferir nos mandar um e-mail, envie para tetasnamesa@gmail.com.

Créditos:
Edição: Ique Muniz – iquemuniz@gmail.com.
Música da abertura: Os Tempos Mudam, de Rodrigo Ogi e Lurdez da Luz.
Música de finalização: Bum Bum Tam Tam, de Mc Fioti.

Queimando o Sutiã:
Mari: vídeo da comunicadora Hana Khalil @hanakhalilal no iG, A Mulher Agressiva.
Érica: série How to Get Away With Murder com a deusa mulher braba Viola Davis, disponível na Netflix.
Thaís: perfil no iG da psicanalista Aline Lima @psicologa_alinelima.

Financie o podcast que você ama e faça ele continuar! Através do link catarse.me/tetasnamesa você escolhe um plano de assinatura que caiba no seu bolso. ♥