Venha nos Conhecer

O que é a campanha #OPodcastÉDelas?

Se você é ouvinte de podcasts, deixe-nos fazer algumas perguntas: quantas mulheres apresentadoras você conhece? Dos podcasts que você ouve, quantos têm mulheres em suas equipes fixas? Você que é um podcaster e já quis convidar uma mulher pra gravar, me diga: foi fácil arrumar uma convidada ou precisou garimpar bastante? Por fim, quantas vezes você percebeu que as mulheres são sim convidadas, mas suas vozes acabam apagadas porque elas não têm o espaço de fala que merecem ter?

Foram essas perguntas que nos fizeram criar no ano passado a campanha a #OPodcastÉDelas, porque percebemos que a participação das mulheres é muito pequena na podosfera e que cabe a nós, ouvintes e podcasters, mudar isso. Então, em 2017 apresentamos a alguns amigos e amigas podcasters uma proposta: publicar no mês de março episódios com a participação de mulheres, independente do tema ou formato do podcast, incentivando-as a falar.

Nasceu a campanha coletiva #OPodcastÉDelas, com um objetivo bem simples: aumentar a participação das mulheres na podosfera.

Durante o mês, os podcasts utilizaram na vitrine um "selo" (criação de Cecilia Reis) identificando sua participação na campanha e divulgaram os episódios com a hashtag #opodcastédelas, convidando outros podcasts a fazerem o mesmo. O que começou com um punhado de amigos se espalhou e, no final, eram mais de 50 programas, sites, blogs e canais criando conteúdo com participações femininas.

A campanha foi um sucesso e ficamos muito felizes! Mas, a ação e o trabalho não poderiam acabar ali. Decidimos, então, dar um passo a mais, dando nossa contribuição para que a podosfera seja um lugar mais igualitário... E foi assim que nasceu a segunda parte do projeto: era o surgimento da iniciativa OPED.

INICIATIVA OPED


Com a campanha, tivemos mais uma vez a prova de que existem sim muitas mulheres que se interessam pela mídia podcast. Mas porque elas não chegam até à podosfera?

Conversando com algumas delas e também conversando sobre nossas dificuldades quando começamos com nossos programas, ficou claro: a produção de podcasts pode trazer algumas barreiras.

Uma delas é a parte técnica. Devido à falta de uma plataforma bem estruturada para a hospedagem e publicação dos episódios, produzir podcasts é algo bem trabalhoso. Não existe um "YouTube" para podcast: é preciso ter um servidor para os arquivos de áudio, um site para publicar, um feed para distribuir nos agregadores de podcasts... Não é algo simples e rápido de se fazer.

Outra barreira é o compromisso de produzir com periodicidade. Quem produz conteúdo para a internet sabe que precisa alimentar o público constantemente para manter o interesse. A regra é simples: nós produzimos o conteúdo com qualidade e periodicidade, o público confia em nosso trabalho e nos apoia, seja com sua audiência, monetização, ação, compartilhamento, incentivo ou feedback. Aqui surgem três situações: a primeira é não saber como começar; a segunda é desejar fazer um ou outro episódio avulso, sem ter a obrigação de produzir toda a semana/mês ou não querer arriscar todo o trabalho e custo para preparar toda a infra estrutura que falamos ali em cima para algo que não tem certeza que deseja continuar; e a terceira é já ter um programa sobre um assunto e querer às vezes gravar um episódio em outro formato ou sobre um tema que não se encaixa na proposta do programa oficial.

Fora isso ainda existem outros detalhes além de gravar um programa: é preciso uma vinheta, criar uma vitrine e identidade visual, redes sociais para a divulgação... Ufa!

COMO FUNCIONA ISSO EXATAMENTE?

A Iniciativa OPED é um podcast um tanto quanto não convencional. A ideia é que cada episódio seja produzido por uma equipe diferente, no formato e tema que quiser. Para quem já é podcaster, esta é a chance de produzir “aquele” episódio que sempre quis, mas não se encaixa no seu programa; quem nunca gravou ou não tem um podcast fixo, essa é a hora de finalmente testar suas ideias sem a necessidade de montar uma plataforma para lança-la e sem a obrigação de continuá-la. Resumindo: você faz um episódio e nós fazemos ele chegar ao público!

Nós cuidamos da infraestrutura do podcast e de tudo o que for necessário para manter o programa online e direcionado ao público ­alvo:

  • Hospedagem e publicação: o podcast possui um servidor próprio e publicação independente;
  • Identidade visual: aproveitamos o logo da campanha e criamos um template para as vitrines e um selo, além de uma vinheta de abertura e encerramento, identificando facilmente os episódios para o público;
  • Distribuição e publicidade: cuidamos do Feed e seu cadastro nos principais agregadores. Providenciamos a divulgação nas redes sociais, contando com as parcerias estabelecidas durante a campanha.

Você é responsável pela produção do episódio, isto é, a gravação e a edição do mesmo, além da criação da vitrine (lembrando que já providenciamos a vinheta do podcast e o template da vitrine). É preciso atender a alguns requisitos:

  • A equipe precisa ser composta APENAS por mulheres e o tema é totalmente livre;
  • Utilizar músicas livres de direitos autorais;
  • Duração máxima do episódio editado e trilhado de 80 minutos;
  • O episódio deve ser enviado junto com as informações pedidas dentro do prazo combinado;
  • Ao enviar o episódio, você nos cede os direitos comerciais. Assim, este produto será exclusivo do podcast “OPodcastÉDelas” (OPED).

"ENTENDI! QUERO PARTICIPAR, MAS NÃO SEI COMO FAZER UM PODCAST"

Gravar um episódio não é algo complicado. Existem diversos programas de captação de áudio espalhados na internet (Audacity, o Skype Recorder, OSB Studiu) e muitos tutorias de como fazer isso com dicas e orientações (veja alguns aqui). Você pode gravar presencialmente com um microfone ou celular (acredite, muitos podcasts começaram assim!) ou através de programas como o Skype, Discord ou Hangout. O mais importante é ter um assunto que queria discutir e arrumar outras pessoas interessadas em gravar.

"MAS EU NÃO CONHEÇO PESSOAS QUE GOSTARIAM DE GRAVAR!"

A comunidade de podcast está cheia de pessoas que querem gravar. Além disso, existem perfis na Twitter que ajudam você a encontrar pessoas, como o @podprocura.
Por fim, temos um banco de dados de mulheres com suas áreas de interesse/conhecimento e podemos ajudar você a encontrar uma equipe para o seu episódio. Se quiser fazer um programa solo, pode também!


TUDO BEM, MAS COMO EU FAÇO PARA TRANSFORMAR ESSA CONVERSA NUM PODCAST?

Claro, você sempre pode gravar o conteúdo e lançá-lo bruto, mas o usual é editá-lo. Existem muitos programas de edição disponíveis na internet, como o Audacity, Sony Vegas, Audition etc., todos com tutoriais. Se não puder fazer você mesma, peça pra alguém editar ou mesmo pague alguém, se puder. Nós oferecemos o serviço de edição por um preço a combinar, dependendo da duração do áudio bruto.

CERTO. TENHO O EPISÓDIO PRONTINHO AQUI. COMO FAÇO AGORA?

Agora é só entrar em contato conosco para verificarmos se o episódio atende os requisitos e combinarmos a publicação. Lembrando que nos reservamos o direito de não publicar conteúdos racistas, homofóbicos, machistas e/ou com mensagens de ódio.

ADOREI A IDEIA DE VOCÊS! COMO POSSO AJUDAR MAIS?

Que maravilhoso! Você pode ajudar:

  • Divulgando o site e nosso conteúdo nas redes sociais;
  • Participando das campanhas anuais do #OpodcastÉDelas e utlizando a hashtag oficial;
  • Pedindo para os podcasts que você ouve participarem da campanha e convidarem mais mulheres para participar;
  • Lutando contra o Patriarcado;
  • Comentando nos episódios e nos dando um feedback.

E aí? Vamos fazer um podcast? Aqui, #OPodcastÉDelas! <3

Esperamos a sua resposta.

Nossa Equipe